topo04.jpg

MUSEU VIVO

quote.png

Na escola viva que eram os ateliês de pintura e modelagem,

a escola que eu frequentava cada dia, constantemente levantavam-se problemas. Dificuldades que conduziam

a estudos apaixonantes e muitas vezes tornavam necessária

a procura de ajuda fora do campo da psiquiatria – na arte,

nos mitos, religiões, literatura, onde sempre encontraram formas de expressão as mais profundas emoções humanas.

Nise da Silveira

Criado como um centro de estudo e pesquisa o Museu de Imagens do Inconsciente cuida e divulga um importante patrimônio da humanidade, mantendo sempre as portas abertas a pesquisadores e ao público em geral.

MII_pintores_novos.png

Seus Ateliês Terapêuticos recebem diariamente frequentadores que criam novos documentos plásticos e compartilham suas experiências no convívio com estudantes, pesquisadores ou visitantes. 


A produção desses ateliês resulta em obras de arte que revelam as riquezas interiores do ser humano, contribuindo para a mudança dos paradigmas estigmatizantes sobre os portadores de transtornos psíquicos.

A Reserva Técnica do museu guarda, organiza e conserva esta produção, reunida num acervo com mais de 400 mil obras entre telas, papéis, modelagens, textos e poemas.


Além das exposições internas e externas, o Museu realiza publicações e documentários, cursos, palestras e debates. Oferece um Grupo de Estudos sobre temas ligados ao acervo e aos ateliês, cujas reuniões são abertas a todos os interessados.
 

O complexo de atividades geradas pela interatividade de todos os setores estimula o convívio entre freqüentadores, técnicos, funcionários, visitantes, animais co-terapeutas - e as imagens. Como resultado desse convívio, o Museu continua a manter sua característica fundamental: um território de liberdade para a expressão de vivências internas e exaltação da criatividade.